Pense Grande: o poder do jovem como empreendedor social

17 de novembro de 2016
Imagem traz grupo de jovens com a camiseta do Programa Pense Grande. Eles estão posando para a foto e sorrindo.

Jovens do Programa realizam ações para impactar positivamente suas comunidades


Programa da Fundação Telefônica Vivo apoia jovens que desejam utilizar a tecnologia e inovação para transformar a realidade onde vivem.

Difundir a cultura do empreendedorismo de impacto social é o principal foco do Pense Grande. Fundado em 2013, o programa oferece oportunidades a jovens de diversas partes do país que queiram desenvolver soluções para suas comunidades por meio da tecnologia e inovação.

“A Fundação Telefônica Vivo acredita no empreendedorismo social como alavanca para a solução dos problemas sociais e ambientais. Para tanto, apostamos na energia e criatividade dos jovens como protagonistas”, explica Luis Guggenberger, gerente de Inovação Social da Fundação.

Para que ideias inovadoras saiam do papel e tragam impactos positivos, o Pense Grande atua também no fortalecimento das redes de conhecimento e colaboração entre empreendedores, investidores, incubadoras, aceleradoras, e universidades de todo o país.

Como forma de estruturar todas essas ações, o programa é dividido em quatro eixos. Conheça cada um deles no quadro abaixo:

Infográfico traz os quatro eixos do Programa Pense Grande: Mobilizar, Formar, Apoiar e Fortalecer.

Este ano, o programa conta com 14 projetos, e todos eles têm como princípio o desenvolvimento de novas tecnologias ou utilização de alguma já existente para impactar positivamente a realidade de seus idealizadores.

Luis Guggenberger explica também que é importante que os projetos não estejam centralizados no eixo São Paulo-Rio de Janeiro, pois fortalecer o ambiente local com jovens profissionais que queiram investir seu conhecimento é uma das missões do programa. “É preciso criar condições para que esses talentos permaneçam onde nasceram, por isso, temos que fomentar e criar oportunidades”. Os projetos de 2016 vêm do Pará, Ceará, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Grupo está reunido em roda numa sala, ouvindo duas pessoas que estão falando em pé.

Assim, apoiando a cultura do empreendedorismo social aliada ao protagonismo juvenil, a Fundação Telefônica Vivo reforça seu posicionamento em Inovação Educativa, em que todos os programas desenvolvidos e apoiados pela Fundação nas áreas de Educação, Empreendedorismo Social e Cidadania Digital passam pela inovação na aprendizagem, dentro e fora da escola.



Deixe uma resposta aqui